domingo, 10 de agosto de 2014

Desligando a fonte Open Sans



PéssimoRuimMédioBomExcelente (2 votos, média: 5,00 de 5)

Já tem umas duas ou três atualizações do WordPress que eu estou achando muito ruim a nova fonte que escolheram para o menu administrativo. 8x

Ficava uma coisa esquisita, embaçada. Hoje como tinha mais uma atualização do WordPress pendente, resolvi faze-la e ver se haviam consertado isso.

Qual foi a não-surpresa  :aiaiai: que continuava a mesma porcaria. Dai resolvi investigar qual era a entrada no arquivo CSS que especificava esta fonte. Pela minha surpresa encontrei isso aqui, que desligado via o editor CSS do WebDeveloper Toobar (addon do Firefox) resolvia o problema:

<link rel='stylesheet' id='open-sans-css'  href='//fonts.googleapis.com/css?family=Open Sans:300italic,400italic,600italic,300,400,600&#038;subset=latin,latin-ext&#038;ver=3.9.2' type='text/css' media='all' />

Então, como desligar isso ai sem ter que apelar pra altas gambiarras? Simples… adicionar um filtro no arquivo functions.php de seu tema do WordPress.

function remove_open_sans() {
	wp_deregister_style( 'open-sans' );
	wp_register_style( 'open-sans', false );
}

add_action( 'wp_enqueue_scripts', 'remove_open_sans' );
add_action( 'admin_enqueue_scripts', 'remove_open_sans' );

Com o script acima, será desligada na pagina administrativa e pagina principal, quando aparece a barra administrativa.

Veja a diferença:

wordpress_open_sans_disabled

Percebe como a fonte “Open Sans” é borrada e de péssima resolução? Com o script acima volta a fonte padrão do navegador que tem uma visualização melhor e mais limpa. :good:



   segunda-feira, 7 de julho de 2014

A mentalidade pobre do “zé povinho”.



PéssimoRuimMédioBomExcelente (6 votos, média: 4,83 de 5)

Tem certas coisas que me espantam, me deixa emputecido.

Estava voltando do supermercado agora a pouco, e passando numa rua lateral aqui escutei duas vizinhas conversando no portão:

- É… o tempo está esquisito parece que vai chover né?

- Pois é… o tempo deu uma mudada, mas tomara que não chova na quarta que é feriado.

o_O

Como assim Bial? Não chover na quarta só porque é feriado? (9 de julho)

Faça-me o favor! Faz quantas semanas que não cai uma gota de chuva por aqui? Tá tudo seco, morrendo por falta d’água, risco de racionamento de água, e essa distinta senhora torce pra não chover porque vai melar o feriadinho que ela vai ficar em casa com a bunda pregada no sofá?

É esse tipo de mentalidade que faz esse povo ficar na mesma merda de sempre. Não progride. :aiaiai:

Que caia chuva hoje, terça, quarta a semana inteira, está precisando chover urgente! E não é pouca chuva não! Precisamos de agua pra beber, pra regar plantações, sem água não tem o que comer.

Dai com falta de chuva, sobe o preço do alimentos (alguém lembrou do tomate?) e ai o povo bota a boca a chorar. :xxx E bota a culpa no governo, nos produtores, nos comerciantes, etc. Sendo que ninguém pensa que a falta de chuva é que causa escassez  de produtos. Mas claro, não pode chover, afinal o bundalelê é mais importante. :censored:



   sexta-feira, 4 de julho de 2014

A cada quatro anos é a mesma merda…



PéssimoRuimMédioBomExcelente (10 votos, média: 4,60 de 5)

Ou… só piora!

Eu estava me segurando pra não falar nada esse ano, mas não tem jeito! Que horas que é essa pocilga de jogo? As 5:00 da tarde? Ok… o lha só:

copa_atrapalhando1copa_atrapalhando2

Me diz uma coisa PRECISA MESMO fechar o correio DUAS HORAS antes dessa MERDA de jogo? :censored: Uma hora antes não tava bom? Não dá pra chegar em casa e pregar a bunda no sofá pra escutar os orgasmos do Galvão Bueno?

Esse é o Lisarb da Ordem e Progresso!



   domingo, 15 de junho de 2014

Os manuais da Ibrape.



PéssimoRuimMédioBomExcelente (7 votos, média: 5,00 de 5)

Já tem algum tempo que eu queria conseguir este manuais e graças ao Rodrigo (Voyage) consegui copias digitalizadas, e foi possível tratar todas as imagens e gerar os manuais com excelente qualidade.

Até existe o esquema de alguns destes manuais na internet, mas a qualidade estava muito ruim, com alguns componentes impossíveis de identificar o valor. Mas nestas copias tudo tudo limpo, tratado e gerado em grande resolução.

Ibrape M-110 (Voyage)

Ibrape M-201 / M-202 (Voyage)

Ibrape M-204 (Luciano)

Ibrape M-320 / M-350 (Voyage)

Se você que visita este blog, tiver mais algum manual de alguém kit da IBRAPE e quiser contribuir, basta deixar um comentário neste post. Que explico como digitalizar (os parâmetros e tamanho) e como enviar. Será dado o devido crédito se quem enviar assim o quiser.

Edit 06/06/2014: Segundo o comentário do Voyage, faltam os manuais M-1 (amplificador de 2.5W), M-101 (Amplificador de 1W) e M-150.

Quem tiver e quiser ajudar, entre em contato.



   sexta-feira, 9 de maio de 2014

Armadilha para mosquito pólvora.



PéssimoRuimMédioBomExcelente (10 votos, média: 5,00 de 5)

Bom… pelo menos é por esse nome que eu conheço esse maldito mosquitinho. São aqueles bem pequenos que vivem zanzado principalmente pela cozinha, rondando a fruteira, baldinho de lixo ou até mesmo a esponja de lavar a louça. O nome certo dessa praga é Drosophila Melanogaster.

O danado é pequeno mas incomoda pacas, principalmente quando tem uma verdadeira horda deles na cozinha. :aiaiai:

Minha mãe já com as paciências cheias com esses mosquitos vivia tentando acabar com eles na base do inseticida. Só que… inseticida em uma cozinha, principalmente em cima da pia não é uma boa idéia, concorda? ;-)

Bom… outro dia, fui ler sobre as armadilhas para o mosquito da dengue, pois a coisa anda meio complicada com a dengue aqui na cidade, mas isso é papo pra outro post. E sem quer tropecei em um texto que explicava também como fazer uma armadilha para esse maldito mosquitinho. E a coisa é muito, mas MUITO simples e FUNCIONA! Veja por sí próprio:

armadilha_mosquito_polvolra1

Mais de perto:

armadilha_mosquito_polvolra2

Tem até mesmo uma vespa que caiu ai de abelhuda eheh. .:lol:.

Mas qual a mágica que mata esse monte de mosquitinhos? É uma coisa ridícula, mas tão ridícula que você não vai acreditar, pois você tem TUDO ai na sua cozinha! E o melhor de tudo, é ecologicamente correto! Você poderia até beber esse líquido (sem mosquitos, né?).

É simples. Pegue um copo de vidro, tem que ser de vidro! (eu testei com um copinho,  limpo e lavado, de iogurte e não deu certo)

Encha ele com cerca de 2/3 do volume com água. E adicione:

  • Duas (2) colheres de chá de açúcar.
  • Meia (1/2) colher de chá de vinagre, de preferência de frutas, maçã por exemplo.
  • Três ou quatro gotas de detergente, de preferência, neutro.

Misture tudo e coloque no lugar onde os mosquitinhos infernais fazem plantão. Após 24 horas  :time: dê uma olhada no resultado. Nas fotos acima foi o que peguei em um dia inteiro. Fez praticamente uma limpa! o_O

Dicas: Misture primeiro a água, açúcar e o vinagre, mexa até dissolver totalmente o açúcar. Coloque o detergente por último e mexa bem devagar pra não fazer espuma.

O vinagre, dizem que o melhor é o de frutas, mas esse teste ai em cima, fiz com vinagre de álcool mesmo. Funcionou muito bem. Talvez funcione até melhor com vinagre de maçã.

Percebi que o copo deve ser de vidro, o de plástico não funcionou, pois fiz um copo inteiro e dividi um pouco em um copo de iogurte e só peguei mosquitos no de vidro.  O detergente usei o neutro porque é o que tinha em casa. Não sei que efeito poderia ter um detergente com algum cheiro mais exótico. Pois no caso do copinho de iogurte eu acredito que foi o cheiro do iogurte de ameixas que pode ter espantando os mosquitos.

E como isso funciona? Os mosquitos são atraídos pelo cheiro do vinagre e vão se banquetear na água açucarada. Mas entra o componente “ativo” dessa receita, o detergente. Ele lubrifica a asa dos mosquitos de forma que eles não conseguem mais voar, pois suas asas vão grudar por causa do detergente e caem na água e morrem afogados.

A receita é testada e aprovada! :good:

Deixe um comentário se fizer o teste com outro tipo de vinagre e com detergente com cheiro. :-))



   quarta-feira, 16 de abril de 2014

O que um desesperado faz…



PéssimoRuimMédioBomExcelente (5 votos, média: 5,00 de 5)

A uns 2 meses atrás resolvi comprar um adaptador para meu gravador de eprom, um adaptador de SOP -> DIP. Optei por comprar um soquete de 16 pinos porque serviria não só para as memórias SOP8 que costumo gravar com freqüência, como para outros tipos de ci’s smd.soic_x_sop

Comprei, e levou “só” cerca de 70 dias pra chegar  8x e quando chegou, vi que o FDP do Chinês que fez o adaptador não sabe qual é a diferença entre SOP e SOIC.  :furious: Pra se ter uma idéia da diferença veja um SOIC14 x SOP8. :X.:

Deu pra ver que SOP é mais largo? Bom… sobre o adaptador tem um review do adaptador aqui no badulaques da china.

Mas desde quando eu salvei aquele netbook de 86 dolares do DX, eu já vinha me valendo de uma baita gambiarra. :-o*

miauuuuu

Bom… com o saco cheio de ficar soldando memoria, eu resolvi fazer um adaptador SOP8 -> DIP8 do primo pobre. 8-D

Fiz uma plaquinha adaptadora, peguei uma garra jacaré e um pedaço de uma velha capinha de CD e saiu isso aqui:

sop8-soic8_primo_pobre

Gravei umas 20 memórias com isso ai, ficou moleza. Não deu mal contato, nada. :tooth:

Pra usar é simples… basta abrir a garrinha, escorregar o CI pra dentro do “curral” feito com o pedaço da capinha de CD e prensar com a garrinha. E… voilá! (lol)

Ah… o gravador é o bom e velho Willem.

Claro que assim que der (e achar o correto) eu vou comprar um adaptador de verdade, ZIF, tal como aquele que veio errado.



   segunda-feira, 17 de março de 2014

Integrando o DOSBOX ao menu de contexto.



PéssimoRuimMédioBomExcelente (2 votos, média: 4,50 de 5)

Eu estava com um diretório atulhado de programas MS-DOS aqui pra verificar a versão (Motorola RSS) e ficar abrindo um por um na base do teclado, tendo montado o diretório inteirinho no DOSBOX ia virar um serviço de corno. o:-)

Dai pensei… se existe aquela manha de pendurar o CMD.EXE no menu de contexto do windows pra abrir o prompt no diretório corrente, porque não fazer algo similar com o DOSBOX?

Fui procurar na internet algo pronto e não achei nadinha do jeito que eu queria. Se pedir o menu de contexto em um diretório, monta o diretório no DOSBOX como C:\ e entrega o prompt. Se pedir o menu de contexto em um .EXE, .COM ou .BAT (qualquer executável) dispara o DOSBOX e já executa o programa.

dosbox_context_menu

Dai fiz um pequeno arquivo de registro,  que já faz todo o trabalho sujo e o resultado é o da imagem acima.

dosbox

Para quem precisar fazer a mesma coisa, deixo abaixo o conteúdo do arquivo .reg que fiz. Não darei maiores explicações, pois quem for usar isso acredito que já saiba como se aplica isso no registro, como se faz o arquivo, etc… :hypocrite:

Windows Registry Editor Version 5.00

; DOSBOX no menu de contexto de diretórios e drives.
[HKEY_CLASSES_ROOT\Directory\shell\DOSBox]
@="DOSBOX Mount"

[HKEY_CLASSES_ROOT\Directory\shell\DOSBox\command]
@="C:\\Arquivos De Programas\\DOSBox\\DOSBOX.EXE \"%1\" -noconsole"

[HKEY_CLASSES_ROOT\Drive\shell\DOSBox]
@="DOSBOX Mount"

[HKEY_CLASSES_ROOT\Drive\shell\DOSBox\command]
@="C:\\Arquivos De Programas\\DOSBox\\DOSBOX.EXE \"%1\" -noconsole"

; DOSBOX executa arquivo diretamente.
[HKEY_CLASSES_ROOT\*\shell\DOSBox]
@="DOSBOX Run..."

[HKEY_CLASSES_ROOT\*\shell\DOSBox\command]
@="C:\\Arquivos De Programas\\DOSBox\\DOSBOX.EXE \"%1\" -noconsole"

Claaaaaaaaaro que você deverá ajustar o caminho do executável do DOSBOX para o de onde você o instalou né? :-P

Ah… Bônus!  :tooth: O DOSBOX quando executado desta forma e com o parâmetro -noconsole, cria dois arquivos no diretório que está sendo executado.

dosbox_log
Isso pode ser tornar irritante dependendo  do caso. Pelo que pesquisei, não existe um parâmetro para se passar ao DOSBOX para que ele não crie os tais arquivos. :aiaiai:

Solução? Abra o DOSBOX em um EDITOR HEX, procure pelas ocorrências:

stderr.txt
stdout.txt

E substitua por:

NUL

dosbox_hacking

Vai encontrar duas ocorrências de cada arquivo. Salve o DOSBOX.EXE e pronto. Os dois arquivos não serão mais criados. }:D



   sábado, 15 de fevereiro de 2014

Sony KV2970T



PéssimoRuimMédioBomExcelente (24 votos, média: 4,71 de 5)

Ê! e viva o “shopping center”. :D

sony_kv2970t

Comprei essa TV pela bagatela de R$15,00! Agora veja como as coisas parecem conspirar uma a favor da outra. No meu quarto eu tenho uma TV de 20″ da Sharp. Essa TV já tem ai seus 20 anos e até que esta muito boa. Só que é uma TV da época das economias porcas! Porque? A bendita TV tem tudo pra ter entrada AV… o CI que faz a TV toda suporta… a fonte já é isolada. Foi só miguelice da Sharp em economizar alguns centavos em conectores e enfiar o programa no micro da TV pra ligar a entrada AV.

Precisando de uma entrada AV, o que o que eu fiz? Simplesmente botei uma chave na frente da TV que liga o AV e botei os RCA lá na tampa traseira ehehe. :tooth:

Mas voltado ao assunto da Sony KV2970T. Semana passada, na visita ao sucateiro, eu vi essa TV dando sopa por lá. Até me despertou uma certa curiosidade, mas acabei deixando pra lá.

Dai na segunda-feira dessa semana, estava assistindo o jornal hoje na Sharp e… puf! Pifou!

E dai lembrei da Sony lá do sucateiro… e pensei… que tal trocar 20″ por 29″? Voltei a tarde lá no sucateiro e a TV ainda estava lá. Combinei o preço (R$15,00) paguei e trouxe embora.  Chegando aqui, botei na tomada na lâmpada série e nada… nem ligava. Só a desmagnetizadora funcionava e mais nada.

Bom… eu já conhecia a fama das fontes das TV Sony e toda a lenda criada em volta dessa fonte. Mas por sorte eu já tinha consertado duas fontes dessas recentemente para um amigo e o que foi feito já esta muito bem testado e aprovado (que por sinal foi ele que pegou a TV lá no sucateiro pra mim :-P  ). Então, daqui pra baixo, vou descrever como se conserta uma fonte dessas e quais os dois problemas mais comuns das fontes da Sony KV2970T (e também da KV3470T).


Bom… você que chegou aqui via google, ainda apanha das fontes das TV’s Sony Trinitron? Cansado de comprar transistores 2SC4834 e eles queimam após 20 minutos?

Vou descrever neste texto o caso mais comum de defeito nesta fonte. A queima dos transistores 2SC4834 e do fusistor de 0R15. E em muitos casos, a queima dos transistores ocorre por problemas no dobrador de tensão, comandando pelo STR81159 e o bendito capacitorzinho de 2,2uF…

fonte_sony_kv2970t

Primeiramente você deverá entender que essa fonte não é uma fonte chaveada e sim um inversor senoidal de alta potencia. Logo o funcionamento é um pouquinho diferente.

Consertar essa fonte não é difícil quando você separa o que é lenda, do que é verdade. o:-)

A primeira lenda é que essa fonte só funciona com os transistores originais Sony.

A segunda lenda é sobre o fusistor, que dizem que tem que ser usado o original. Já vi gente dizendo até que se não usar o original a fonte pode “oscilar” (?!?!?) e queimar os transistores.

O que não é lenda… transistores 2SC4834 de R$15,00 comprado na lojinha da esquina fatalmente será transistor falso. Dizem que o correto seria comprar os transistores em um autorizada Sony… mas o fato é que… tente comprar um componente qualquer em rede autorizada sem ser um autorizado e vai ver que inferno é isso. Sem falar que se conseguir, vai pagar caaaaro pacas nos transistores. Alias, para a duas fontes do meu amigo, compramos os transistores em uma loja lá na Santa Ifigênia sob “garantia” de que eram originais. :aiaiai: Os transistores queimavam em cerca de 20 minutos de funcionamento.

Muitos técnicos por ai, adaptam transistores de saída horizontal. O problema é que transistor de saída horizontal em geral é SOT399 enquanto os transistores originais são TO220. Dai fazem-se adaptações lindas como a que estavam nessa ai que comprei.

gambiarra_fonte_sony_kv2970

Sim, esse *lindo* radiador de calor estava parafusando em cima da blindagem do transformador, e os transistores ligados por meio de longos fios a placa da fonte. 8x

Depois de bater papo e trocar umas idéias com alguns amigos da PICLISTBR, foram sugeridos vários transistores que poderiam substituir os originais com bastante folga. Aqui optei por usar o MJE13009 que é um transistor fácil de encontrar e não costuma ter falsificação. :-))

O primeiro passo ao pegar uma fonte destas, é substituir sem pensar os seguintes capacitores:

C609 – 470nF x 63V (poliéster)
C610 – 470nF x 63V (poliéster)
C611 – 220nF x 63V (poliéster)
C612 – 220nF x 63V (poliéster)
C621 – 2,2uF x 400V (eletrolítico)
C622 – 100nF x 63V (poliéster)
C629 – 10uF x 63V(eletrolítico)

Não perca seu tempo medindo os capacitores. O eletrolítico de 2,2uF quase sempre está esgotado ou com a ESR nas nuvens. Os de poliéster principalmente os que ficam na base dos transistores, em geral ficam submetidos a mais de 300V quando os transistores entram em curto. Logo existe a grande possibilidade deles estarem comprometidos, pois são para apenas 63V. E como custam muito baratos, não compensa ficar batendo cabeça. Troque e faça um serviço garantido. :good:

Feita a substituição deste capacitores, remova os transistores originais (Q601 e Q602) e remova o fusistor (R607). Confira o fusível, a ponte retificadora e o estado dos dois eletrolíticos de filtragem da fonte (C606 e C607).

Se a TV é utilizada em 220V e C606 e C607 estiverem estufados ou mesmo estourados, isso indica fortemente que o C621 está com problemas ou mesmo o STR81159  deu problema. Para testar o chaveamento automático de 127/220V, coloque um resistor de 47K x 10W ligado no positivo do C607 e no negativo de C606. Ligue a fonte em 127V (sem o fusistor!) e meça a tensão sobre o resistor. Deve ter por volta de 360V. Medindo esse valor, indica que o STR ligou o dobrador de tensão.

Agora ligue a fonte em 220V e meça novamente a tensão sobre o resistor de 47K, deverá medir por volta de 320V. Se medir algo muito acima disso (por volta de 600V), indica que o STR81159 foi pro brejo. Antes de condena-lo, certifique-se de ter trocado C621, C622 e C629 e confira se C623 não está em curto ou com fuga (uma das fontes do meu amigo esse capacitor estava com fuga). Se tudo estiver oK, o STR81159 foi pro brejo. Dai você tem duas opções.

Tenta conseguir um SRT81159 original ou elimina o STR e deixa a TV sem o sistema de comutação automática de tensão.

Pra eliminar o STR81159, remova-o, e  levante um dos terminais do R619. Com isso a fonte estará permanentemente em 220V. Se quiser usar em 127V, coloque um jumper entre os pinos 3 e 4 do STR. Se quiser, pode até colocar uma chave 127/220V nesse ponto e fixa-la na tampa traseira da TV.

Estando o dobrador/comutador de tensão OK, remova o resistor de 47K que foi usado como carga para o teste do dobrador e passemos ao segundo passo.

O fusistor (R607 – 0R15  1/2W) pode ser substituído por um resistor de metal-film de 0R15 – 1W sem o menor problema. Ele irá funcionar como fusível da mesma forma que o original. Só não caia na besteira de alterar o valor ou colocar um resistor de fio de 5W, por exemplo. Pois ai não teremos mais a função de proteção (fusível) do fusistor.

E instale dois transistores MJE13009 no lugar dos originais (Q601 e Q602). Pode instalar os transistores diretamente no radiador de calor, sem mica de isolação, pois os radiadores de calor não são conectados ao chassi. Só tenha cuidado de não encostar nos radiadores quando a fonte estiver ligada, pois agora eles estarão “vivos”.

Ligue a fonte de preferência na lâmpada série (uma lâmpada de 100W x 127V dá e sobra). Ao ligar a fonte, a lâmpada no máximo deve dar uma piscada rápida, indicando a carga dos capacitores C606 e C607.  Se a lâmpada ficou apagada, é 99% de certeza que ao colocar a placa da fonte de volta a TV, ela vai funcionar, desde que não haja outros defeitos na TV.

Se a lâmpada acender, indica que há alguma coisa errada, alguma coisa em curto, dai você deverá conseguir o esquema da fonte e verificar outras partes.

Tudo estando funcionado ok, os transistores da fonte não deverão trabalhar muito quente. Pois existe uma boa margem de folga para a corrente dos transistores. O original (2SC4834) é para 8A e o MJE13009 é para 12A. A titulo de piada, o 2SD1577 que gambiarraram na fonte desta TV suporta apenas 3A. Valores este de corrente que são os nominais, não considerarei o valor de pico. Isso em parte explica o motivo daquele radiador de calor ENORME!

Ah… os radiadores de calor originais não vieram… tive que fazer dois usando chapa de alumínio. Claro que procurei fazer mais ou menos do mesmo tamanho dos originais! :-o*

Com este texto, espero acabar com o mito que somente os transistores original funcionam nessa fonte.



   sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Indo ao “shopping center” – 6



PéssimoRuimMédioBomExcelente (9 votos, média: 4,89 de 5)

Vamos lá… quem não sonhou em ter um desses aqui lá no século passado? o:-)

walkman_brooksonic_tsg45

Não… esse ai não foi achado nos “shopping-center”. Calma que eu já explico.

Esse ai eu fiz um rolo com um amigo de escola (Josué Mariotto) lá por volta de 1989, só que ele tinha um “pequeno” detalhe. Estava TODO desmontado dentro de uma caixa de sapatos, e estava com o CI amplificador de áudio queimado. Quando eu digo desmontado, não era só com todos os parafusos soltos, todos os fios da placa também tinham sido des-soldados! o_O

Deu um PUSTA trampo pra remontar.  Teve coisa que eu praticamente precisei adivinhar onde ia. Mas… depois de umas duas ou três semanas eu consegui juntar as peças e soldar os fios nos lugares certo.  E tudo funcionava, mas… tinha um problema. :aiaiai:

ficha_dddAi faltava o bendito CI de áudio, um tal de TD2822M. Isso ai naquela época, simplesmente não existia aqui nas duas únicas lojinhas de eletrônica da cidade. Comprar em São Paulo? Bom… só se alguém que fosse pra lá, e estive realmente com vontade de procurar. Naquela época não existia internet né? Dai o único jeito era camelar na Santa Ifigênia, ou gastar uma baba com fichas de telefone DDD e ligar nas lojas e contar com a “boa vontade” dos vendedores pra procurar manualmente no estoque, já que computador era um troço caro e informatização de estoque era utopia pra muitos.

Bom… eu muito sacana que sou dei o meu jeitinho… botei dois capacitores ligando os pinos de entrada do CI nos pinos de saída do CI, resultado: Eu tinha um sinal no jack P2 stereo equivalente a um line-out! Dai ligava isso num amplificador de áudio externo e boa… tinha um toca-fitas stereo! Coisa que eu não tinha condições de ter em 1989.

Passado um tempo (acho que cerca de uns 6 meses)  :time: e nem lembro como, consegui uma sucata de um outro Walkman Brooksonic e… aleluia!  :yahoo: Tinha o tal CI! Dai fiz o transplante e o Brooksonic TSG-45 ficou inteirinho! :good:

E usei muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito esse Walkman! Foi meu receptor de FM titular para as diversas experiências com rádio pirata eheheh }:D . Até que um dia, muitos anos adiante apareceram aqueles primeiros diskman que tocavam MP3 (saiu até review meu no site da Central MP3), dai o pobre Brooksonic ganhou um descanso. (ok… eu tenho também um Aiwa TX676 que veio antes do mp3 player, mas deixa isso pra lá…)

Agora pula uns bons anos… :time:  pra ser exato por volta de Outubro 2013. Na folia de reativar meus velhos equipamentos de som, achei o pobre Brooksonic perdido em uma gaveta. Porém… o estado estava lastimável!

Pilhas haviam vazado dentro compartimento. A correias do toca-fitas já eram. Por causa do vazamento das pilhas, os potenciômetros do equalizador foram pro brejo. A lambuzeira das pilhas no compartimento de pilhas, da pra lavar e neutralizar, correias compra-se novas na casa das correias. Mas e os potenciômetros do equalizador? Esse seria um problema!

Mas quem disse que sorte não existe e ela não anda por caminhos tortuosos?  :tooth: Umas duas semanas depois de ter desenterrado o Brooksonic, o que eu e o meu amigo Fernando achamos lá na reciclagem “biohazzard”?

SIM! Um Brooksonic TSG-45!  8-D O estado externo dele era uma lástima… faltando teclas da maquina do toca-fitas, silkscren totalmente destruído, visor da tampa de fitas amarelado, sem tampa de pilhas e sem a mascara dos potenciômetros do equalizador.

Mas os potenciômetros estavam perfeitos! Comprei por uma mixaria (mixaria mesmo!) e trouxe embora. Desmontei e vi que inclusive a placa de circuito impresso dele estava muuuuito melhor que a minha. Com isso eu resolvi transplantar a placa desse para a caixa do meu, usei a minha máquina do toca-fitas, comprei correias novas e montei tudo de novo! E.. renasce o meu velho Booksonic TSG45! Funcionando perfeitamente tal como novo. (lol)

Só o gabinete do meu que não está muito bonito, carrega as marcas do tempo e dos tantos “rolês” que ele deu pelas ruas.

A bolsinha que está embaixo dele não é a original que vinha com ele. Mas tem exatamente o MESMO tamanho! Também veio de reciclagem. Era de uma fonte de notebook da noteship.

O fone de ouvidos “da epoca” eu também tenho, veio também de passeios no “shopping center” eheh. :-o*

Edit: Esqueci de postar a foto dos restos que sobraram, e estão devidamente guardados como peças de reposição.

walkman_brooksonic_tsg45_sucata

E o mais curioso! A Brooksonic tem uma pagina na internet que parece que parou no tempo!  o_O Olha a cara do site. Inclusive tem uma pagina do TSG-45 lá! :-z



   sábado, 25 de janeiro de 2014

A conversa mole dos defensores da nbr14136…



PéssimoRuimMédioBomExcelente (6 votos, média: 5,00 de 5)

Incrível como este assunto me encontrou duas vezes nessa semana. A primeira delas foi na PiclistBR, onde eu postei uma foto que já foi publicada aqui no blog, em um tópico lá na lista, onde falava-se sobre a fosforescência residual de algumas lâmpadas fluorescente compactas.

Dai meu grande amigo Poças, obviamente não perdeu a piada, né? Disse que eu deveria tocar a tomada da foto, por um modelo ultra-moderno do tipo jabuticaba ou tridente do capeta. Claro que era piada pra me espetar. }:D

Mas dai veio a segunda carga… o Kim faz um post no facebook de um  blog onde pessoas cheias de orgulhos pela nbr14136 exaltam as “qualidades” do padrão jabuticaba e ele reclama justamente do problema de incompatibilidade com o resto do mundo. Claro que eu não pude deixar barato e nem perder a chance de mostrar a minha opinião e soltei a imagem abaixo nos dois casos. E pelo menos no facebook a coisa pegou fogo como de costume. :hot:

tomada_jabuticaba

Eu vou insistir até o final dos tempos é que toda essa propaganda que fazem, tem muita enganação pra “vender” a idéia que de foi uma boa troca. Tudo começa com a imagem abaixo onde querem me enganar que existem (ou existiam) todos esses padrões de pinos na Banânia…

tomada_jabuticaba_me_engana_que_eu_gosto

Sei…  :aiaiai: Alguém (revista época) quer me enganar que tinha tudo isso circulado nas lojas aqui na Banânia…  dessa lista ai eu nunca vi rodando nas prateleiras brasileiras os números: 2, 3, 6, 7, 8, 10 e 12…

Os números 1, 5 e 9 encaixam perfeitamente na tomada universal 2 pinos + terra. Vale lembrar que os tipos 1 e 5 são os usados nos EUA e Japão, que estão pouco SE LIXANDO pro padrão iec 60906-1 que é de onde veio a maravilhosa tomada jabuticaba, e o tipo 9 é o conhecido Europlug que é praticamente a mesma que sempre usamos por aqui e serve nas tomadas universais.

O tipo 4 da foto eu dou margem a dúvida se é a legítima jabuticaba ou se é o padrão Suíço que não é compatível com o tridente do capeta. E por fim o tipo 11 é o modelo australiano que era usado em tomadas de ar condicionado. Esse tudo bem, eu considero o patinho feio… o ponto fora da curva. Mas isso não importa, porque ninguém arrasta um aparelho de ar condicionado de um lado pro outro.

Então a revista, os engravatados do inmetro e vários fabricantes querem me enganar que isso tudo ai existia por aqui? Ah tá… me engana que eu gosto. :sarcastic:

O problema é que com ou sem jabuticaba, vai continuar uma ZONA, até pior, pois… quem tem aparelhos antigos, não vai trocar o plug se por acaso de separar com a maravilha jabuticabesca brasileira, vai socar um LINDO adaptador e boa..  e o pior… vão continuar fazendo gambiarras.

Duvida? Olha só em uma pequena pesquisada no google imagens o que eu achei:

tomada_jabuticaba_gambiarra1tomada_jabuticaba_gambiarra2tomada_jabuticaba_gambiarra3

Ou seja… as pessoas vão continuar fazendo gambiarras e estarão sujeitas a choques elétricos de qualquer forma.  :X.: Estarão se expondo a riscos como sempre, ou até mais, por conta da enxurrada de adaptadores que entraram no mercado.

tomada_jabuticaba_adaptadores

Só mostro quatro tipos ai na imagem porque eu não estou com saco pra ficar editando imagens. Mas lembrem-se que as gambiarras vão continuar a rodo… mais uma? Respira fundo!

tomada_gambiarra_das_brabas

Bonito né? :-o*

Mas então… o que me deixa mais PUTO é que a nbr5410 OBRIGA a instalação de um dispositivo que tem por finalidade evitar um dos problemas que apregoam que a nova encrenca deve resolver, os choques elétricos. Veja essa imagem abaixo, que foi postada pelo Jefferson em seu antigo blog:

tomada_jabuticaba_bebe

Olha a imagem acima… é do site da Siemens… Agora imagina o bebê com um prego ou qualquer outro objeto metálico nas mãos e de curiosidade enfiando justamente no buraquinho da fase na tomada acima… desastre ou até mesmo fatalidade na certa né?

Mas o que é então que evita choques elétricos, desligando o sistema como numa suposta ocorrência acima?

O Interruptor Diferencial Residual.

E a obrigatoriedade da instalação do mesmo vem desde 1990! Alguém cobra? Alguém fiscaliza?

Mas pra que serve o IDR, ou DR como é chamado? Ele verifica se há fuga de corrente, como no caso de um choque elétrico e desliga todo o circuito. É esse “bicho” ai embaixo:

dr_bipolarNão me assusta ou surpreenderá em nada, se daqui uns tempinhos alguém vier e dizer que a troca das tomadas não resolve o problema da segurança contra choques elétricos fazer valer a nbr5410 e obrigar a instalação do DR. Justamente porque a desgraceira do tridente do capeta não resolve esse problema em 100%.

Por isso que eu não engulo essa porcaria de padrão, fiz e continuo fazendo estoque de tomadas universais:

tomadas_ferro_velho_5

Sim… 100% de tomadas descartadas nos ferros-velhos, que eu pego, limpo, lavo, recupero e guardo. :tooth:

Só pra não perder a piada (que não vai ser piada):

tomada_jabuticaba_na_copa_ahahahahah

Edit: No post ali da revista época, onde eu peguei a imagem “o que entra, o que sai”, os únicos três comentários que tem por lá, refletem exatamente o que eu penso.

Edit 2: Fiz algumas correções no texto, e acrescentei alguns links.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  Melhor visualizado a
1024 x 768 True color
Proudly powered by WordPress. Theme developed with WordPress Theme Generator.
E altamente gambiarrado por mim mesmo :)
Copyright © 2010 by Crash Computer. All rights reserved.