terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Lâmpadas. Tem algo errado!



PéssimoRuimMédioBomExcelente (6 votos, média: 5,00 de 5)

Porque eu acho que tem algo errado com lâmpadas? Vamos lá…

Precisei comprar umas lâmpadas mais fortinha hoje, tinha que ser algo (baseado em lâmpada CFL) maior do que 25W.

As opções são muitas, muitas marcas, muitos modelos, mas… poucos preços! Como a situação $$$ não anda boa pra ninguém a ordem é economizar até nos centavos. Nisso camelei a cidade atrás de preço de lâmpada.

Até que cheguei nisso aqui:

cfl_30w

Ao custo de… R$21,30! :-o

E foi no lugar mais barato até onde eu agüentei andar e ir atrás. Preço pra essa potencia de lâmpada chegou no lugar mais caro (por aqui) a R$38,00.

Opções LED, teria que ser algo de 12W pra cima pra ter a mesma intensidade luminosa. Mas o precinho… tudo mais de R$30,00 pra essa faixa de potencia.

Mas vem cá… não é muito dinheiro pra uma lâmpada? Porque eu digo isso? Uma incandescente de 100W custava em 2014 apenas R$1,49 conforme tá nesse cupom fiscal que eu tive que catar no site da nota fiscal paulista.

preco_incandescente

Estas lâmpadas custavam muito mais caras que as incandescentes, lembro que em casa foi um parto pra comprar a quantidade necessária para substituir as incandescente (mas tinha e tem até hoje, pontos que eu usei fluorescentes tubulares comuns). Uma coisa que eu não ouvi apenas uma ou duas vezes quando da crise do apagão em 2001, quando a ordem era economizar a todo custo, que as lâmpadas incandescentes eram as vilãs e tiveram de ser substituídas meio que “na marra” por lâmpadas CFL (conhecidas também como econômicas) , e o que se falava é que o custo iria cair com a popularização das mesmas.

Não é o que eu vejo! CFL ainda continua custando caro. As “usáveis” não saem hoje por menos de R$14,00 por aqui. Abaixo disso tem, mas a potencia luminosa é risível (CFL de 3 a 7W).

LED as mais baratas de 6W (que eu acho pouco) não sai por menos de R$18,00 nos lugares que olhei.

E eu já ouvi de vendedor quando pesquisei lâmpadas LED a uns meses atrás, que o preço deveria cair com a popularização das mesmas. Pelo visto não popularizou ou os lucros de quem quer que seja aumentaram. Aposto mais na segunda opção.

Não parei pra por na ponta do lápis a economia gerada por uma CFL e seu preço, comparado a uma incandescente. Mas aposto que a conta não seja muito favorável a CFL…

A gota d’água fica por conta das “novas” incandescente, que estão envelopando lâmpadas halógenas dentro de bulbos comuns, e o preço… disparou lá pra cima! :crazy:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


9 comentários para “Lâmpadas. Tem algo errado!”

  Seguir comentários via RSS
  1. Carlos Andrade
    (Google Chrome 55.0.2883.87 - Windows 7)

    Comecei a “estocar” incandescentes ainda boas (traduzindo: guardar as que estão sendo trocadas em casa por compactas/led). Já juntei meia duzia :tooth:

    Aliás são duas porcarias que não duram, já perdi duas LED que pararam de funcionar do nada. CFL nem se fala :X:

    [Responder]

    Luciano
    (Mozilla Firefox 38.0 - Windows XP)

    Eu também tenho um estoque razoável de incandescentes novas! Fui comprando aos poucos conforme ia achando. }:D

    E bem lembrado, eu nem toco neste ponto no post, a durabilidade dessas CFL (e possivelmente LED) piorou muito! Tenho na garagem aqui da oficina até hoje uma CFL da G&E que comprei naquele apagão de 2009 e ainda está funcionando sem qualquer problema, em compensação já teve CFL nova que comprei e explodiu ao ligar! :-z

    [Responder]

    Guilherme
    (Mozilla Firefox 52.0 - Windows 7)

    Pois é Luciano, é lamentável a extinção das lâmpadas incandescentes, há tempos estou a procura de algumas de 100 a 150W para fazer lâmpadas em série e não acho em lugar nenhum. Seja como for, você faz bem em estocar lâmpadas incandescentes.

    [Responder]

    Luciano
    (Mozilla Firefox 45.0 - Windows XP)

    Se é pra fazer lâmpada série, então você ainda está salvo. Procure em supermercados menores, pois estão vendendo incandescente, com bulbo halógeno dentro. E esta ainda está sendo permitido e não sei até quando, foi o jeitinho que arrumaram pra continuar vendendo. O preço aumentou, mas ainda vale a pela pra esses casos.

    Alternativamente, como é para lâmpada série, você pode utilizar halogenas do tipo palito, essas não foram proibidas. Você pode comprar o soquete e parafusar tudo em uma tábua. E tem a vantagem que vai ficar muito mais compacto que se fosse com incandescente de bulbo!

    [Responder]

  2. AnalogicoAteMorrer
    (Mozilla Firefox 50.0 - Windows 7)

    Cara, algo semelhante aconteceu com o surgimento do CD, lá pelo início dos anos 1990, lembro que o preço do vinyl era por volta de Cz$ 4000,00 / Cz$ 5000,00, aí quando chegaram os cds o preço era de Cz$ 15000,00, os importados chegando até mesmo aos Cz$ 20000,00 ! Também tinha esse conversa de que com a popularização o preço abaixaria, só que não… .:lol:.

    [Responder]

  3. Vinicius MS
    (Mozilla Firefox 51.0 - Windows 7)

    Uma coisa que sempre me incomodou nas fluorescentes compactas é a falta de modularidade: 90% das lâmpadas queimadas na verdade só queimou o bulbo, enquanto o reator está em perfeito estado. Porém como o kit é integrado, acabamos tendo que descartar todo ele, a não ser que se faça uma adaptação com um conector de lâmpada PL 4 pinos, que ainda penso em fazer.
    Sobre as halógenas, creio que não seja vantagem: são bem mais caras, com eficiência pouca coisa maior e a maioria das que vejo têm a mesma vida útil das incandescentes comuns. Se durassem pelo menos 80%, talvez compensasse.

    [Responder]

    Vinicius MS
    (Mozilla Firefox 51.0 - Windows 7)

    *Se durassem pelo menos 80% a mais, talvez compensasse.

    [Responder]

    Luciano
    (Mozilla Firefox 38.0 - Windows XP)

    Pois é… essa falta de modularidade é um verdadeiro desperdício. Mas tem que levar em consideração também que os reatores usados nessas lâmpadas em sua grande maioria é uma porcaria, esquentam demais e acabam explodindo. Ontem mesmo consertei uma velha G&E de 22W aqui, que o reator explodiu. O bulbo ainda estava perfeito, e como é uma lâmpada com temperatura de cor de 4000K, coisa difícil de achar hoje em dia, pois só tem de 2700K (amarelo barraco deprê) ou 6500K (branco farmácia), acabei consertando.

    Fiz o transplante do reator de uma Philips de 20W que estragou o bulbo, e passei esse reator para a G&E. E está funcionando.

    Mas isso tudo é pra dizer que… se houvesse essa modularidade, esse reator tinha que ser muito, muito melhor.

    O problema fica por conta que as lâmpadas com soquete PL, são difíceis de encontrar e são muito caras.

    Porém já existiu e não sei se existe mais, um reator convencional (magnético) para lâmpada PL de 2 pinos, com soquete E27. Eu já tive um.

    [Responder]

    Vinicius MS
    (Mozilla Firefox 51.0 - Windows 7)

    Exato, inclusive tenho uma luminária de mesa com PL 2 pinos e um reator E27 como esse que você falou.

    [Responder]

Deixe seu comentário.

Ou... use seu nome e um email valido:




* = Preenchimento obrigatório

:D :tooth: :mrgreen: :-P :-)) (lol) .:lol:. o:-) 8-) :-$ :-| }:D :-/ -_- |-/ :X.: =X 8|( :xxx :furious: :-o* X-P 8x :censored: *~O more »
 

  Melhor visualizado a
1024 x 768 True color
Proudly powered by WordPress. Theme developed with WordPress Theme Generator.
E altamente gambiarrado por mim mesmo :)
Copyright © 2010 by Crash Computer. All rights reserved.