Postagens com a tag ‘Marcenaria’

   quinta-feira, 20 de julho de 2017

Fazendo o madeiramento do telhado.



PéssimoRuimMédioBomExcelente (7 votos, média: 5,00 de 5)

Semana passada eu comecei a fazer o madeiramento do telhado. O detalhe é que… fiz tudo sozinho. Você vai se perguntar, como assim?

Sim, tudo sozinho, tudo foi feito com planejamento. Todas as peças foram medidas e cortadas no chão, literalmente fiz um kit de telhado pra ser montado de uma vez.

Vamos lá… Como o telhado tem cerca de 10 metros de lagura, obviamente as peças precisaram ser emendadas. Nas peças que serão parafusadas as telhas, fiz emendas mão de amigo. Optei por fazer de forma mais simplificada, deixando as pontas morrerem agudas ao invés de fazer dentes de encaixe.

telhado1

A primeira peça como ficou em cima do beiral para as telhas morrerem praticamente a zero na laje, foi parafusada no beiral concretado com parafusos passantes de 3/8″. Esse da foto acima é o parafuso do centro (terceiro) optei por coloca-lo diretamente na emenda, já que esta não vai suportar peso em apoios pontalete, não precisa de muito reforço.

telhado3

Visto por dentro. Todas cabeças e porcas que ficaram na parte superior foram encaixadas em cavidades feitas com uma broca chata de 1″. Pois sobre as peças ainda será pregado um aramal para poder suportar a manta térmica e sobre as peças, as ripas de separação da manta térmica, já que a telha não deve ser apoiada diretamente sob a manta, para não esmagar ou cortar a manta nos cantos vivos da madeira.

telhado2

As cabeças foram inicialmente fixadas nos apoios de alvenaria com pregos. Usei pregos 26 x 84. Além disso ainda serão assentados tijolos ao lado das peças com massa de areia e cimento 3:1.

telhado7

Então as peças além de pregadas estarão chumbadas. Pra assentar os tijolos, deixei os tijolos bem úmidos pra que a massa perca pouca água e a cura ocorra mais devagar.

telhado5

Bem no meio do telhado coloquei essa viga de ferro apoiando bem próximo das emendas. Eu sei que alguém vai falar que a emenda da peça ficou ao contrário, mas só pensei em colocar esta viga depois que já havia fixado a peça de madeira, mas não haverá problema pois a distancia para o próximo apoio é pequena e nesta parte não ficara muito peso.

telhado4

Todas peças foram fixadas na viga metálica com parafusos.

telhado9

Nos outros pontos, o apoio foi feito com pontaletes de madeira. O pé dos pontaletes fiz bem largos, de forma que consiga distribuir o peso sob no mínimo 3 vigotas da laje.

telhado11

Outra coisa que fiz, foi não colocar os pontaletes no mesmo alinhamento, para distribuir melhor o peso e não ficar tudo concentrado tudo nas mesmas vigotas da laje.

telhado6

E o madeiramento logo após que acabei de montar, ainda falava ai chumbar as pontas e assentar uma fiada a mais de tijolos na parede, já que resolvi subir o telhado um pouquinho mais do que o previsto.

As telhas serão do tipo Ethernit, de 2,44 x 80. Serão necessários duas telhas e meia pra cobrir o comprimento todo, tem duas peças de madeira a mais, porque estas telhas de 2,44 requerem apoio intermediário na metade do comprimento da telha.

Próximo passo é assentar essa fiada de tijolo a mais e chumbar a pontas. Depois disso partir para a instalação elétrica.



   sábado, 16 de janeiro de 2016

Fazendo um portão provisório.



PéssimoRuimMédioBomExcelente (5 votos, média: 5,00 de 5)

Mas… não definitivo, pois meus planos são outros, mas bem parecido com este resultado. }:D

Bom, o portão que estava em uso foi de quando o pedreiro me entregou a obra, foi feito com restos de tábua e na verdade nem era portão e sim um tapume, eu que converti em portão, com duas dobradiças improvisadas com lonas de pneu. Funcionou bem para o propósito. :-))

O problema é que o tempo foi se incumbindo de liqüidar com ele. No final eu praticamente estava com um portão feito de cacarecos de madeira e arame, mas até que durou mais do que eu esperava. Essa foto é de alguns meses atrás. Note que a muda de acerola ainda nem saia do protetor. :-o*

portao_1

Mas eu já tinha começado a matutar como fazer um portão novo a uns meses atrás. Pra isso passei a sistematicamente procurar que material usar, de preferência reciclado. Passando ao lado de uma grande empresa aqui na cidade, vi alguns pallets de madeira descartados. Dai pensei… porque não usar madeira de pallets pra fazer o portão? :!:

Nisso passei alguns dias procurando pallets que pudessem servir. Consegui 3 pallets que foram desmontados, separei os pregos e a madeira que podia ser aproveitada. E… vamos começar a fazer.

portao_2

De inicio comecei cortando as tábuas com 1,05m já que portão precisava ter 2,10m. Pra fazer o cruzamento, algumas precisaram ainda ser cortadas com a metade deste tamanho, 52,5cm. Dai foi começar a pregar nas travessas grossas que darão suporte e sustentação ao portão. A maior parte dos pregos foi reaproveitada dos próprios pallets. Só precisei comprar um pouquinho pra terminar, porque acabei usando  4 pregos em cada tábua nas travessas. :tooth:

portao_3

Também precisei colocar mais 3 travessas extras (mais finas) pra prender as junções das tábuas que caem fora das travessas maiores. Cabe uma nota aqui… se eu tivesse uma travessa a mais, dessas grossas que usei, poderia ter colocado 5 travessas, coincidindo 3 delas nos cruzamentos e não precisaria das 3 extras mais finas. :aiaiai:

Dos 3 paletes que desmontei, sobrou só um monte de toquinhos, quase tudo foi aproveitado.

Tudo pronto, foi preciso dar uma boa lixada nele pra tirar essas marcas de sujeira e tinta. Pra lixar apelei pra esmerilhadeira e discos de lixa grossa. Fez um poeirão dos diabos. Mas… ficou limpinho!

portao_4

Fiquei pensando em que usar de dobradiça. Optei por usar 3 pinos gonzo, soldados em chapas de ferro de 3/16″. Tudo será preso com parafusos passante na madeira (parafuso cabeça francesa) e na coluna de concreto com chumbadores parabolt.

portao_5

E pra proteger a madeira? Nisso meu amigo Mateus me deu uma sugestão, usar um stain (osmocolor) que protege e impermeabiliza a madeira. :good: Ele me deu uma lata que tinha sobrado de uma obra dele.

portao_6

Apliquei duas demãos e ficou muito, mas muito bom! A cor deste stain é imbuia, e escureceu bem a madeira, inclusive disfarçou a diferença de tonalidade das madeiras que eram diferentes como pode-se notar nas fotos anteriores.

portao_7

E a fechadura? Andei olhando as opções. Haviam alguns requisitos para a escolha. A escolha mais óbvia seria uma HDL. Mas o preço não estava me agradando.

Pesquisando encontrei esta outra marca mais em conta, AGL. A modelo tetra (AGL-100) a primeira vista pelas fotos, em pareceu muito boa. Quando vi, ela custava cerca de R$73,99 no mercado livre (em outubro). Porém como deixei pra comprar depois, em dezembro o preço já era de R$99,98. Isso sem o frete!

Deu um pouco de trabalho mas achei um revendedor que ainda tinha por um preço similar ao antigo. paguei R$80,00 na fechadura neste distribuidor. Como fui muito bem atendido, fica a dica: http://www.cftvshop.com

Porque optei pela AGL-100 Tetra? Pelo fato de ter furação compatível com a HDL. Se por acaso essa fechadura não agüentar, no futuro posso comprar uma HDL e colocar no lugar, sem ter que me preocupar com a furação. :-))

O portão instalado e visto por dentro.

portao_8

Só que para instala-lo precisei tirar cerca de 4cm na largura total. Ele havia sido feito para ser instalado com uma cantoneira de 25mm como batente. Porem a testada da fechadura é grande e precisa de um espaço de 30mm entre o batente e a coluna, para ser fixada. Como não queria cortar/rebaixar a coluna para a testada entrar, nisso tive que improvisar um batente. Inseri como espaçador, um metalon de 30 x 25mm. Prendi isso tudo na coluna com 5 buchas plásticas 8.

E o portão pelo lado da rua:

portao_9

Pra mim ficou até melhor do que eu imaginava. E deve durar até mais do que eu preciso, até sobrar uma grana pra comprar a ferragem pra fazer o definitivo, do jeito que eu quero. Dai esse pranchão pode até virar uma mesa depois. :sarcastic:

Próximo passo é dar um jeito nessa calçada. Fazer pelo menos o contra-piso. Já que eu quero fazer a calçada com pedra miracema. :-P



   domingo, 7 de junho de 2015

Quem sabe faz…



PéssimoRuimMédioBomExcelente (5 votos, média: 5,00 de 5)

E recicla! Um vizinho jogou fora as ripas de um estrado de uma cama. E eu precisando fazer um cercadinho pra uma muda de arvore…

Adivinha o que deu? Juntei mais uns pedaços de ripa que sobrou de algum telhado, uns pregos, uma hora de trabalho e um resto de tinta e deu nisso aqui:

protetor_arvore

A mudinha ai dentro é acerola. Muda que eu mesmo cultivei a partir da semente. Fiz questão de plantar uma arvore frutífera, eu sei que plantando na calçada eu não posso (e nem vou mesmo) falar nada pra alguém que queira colher as frutinhas.

Penso que esse tipo de atitude deveria ser maior, de plantar arvores frutíferas nas calçadas, isso é bom principalmente porque atrai pássaros.

E pretendo plantar uma segunda arvore na calçada, deixei espaço suficiente entre a acerola e o limite com o vizinho,  mas penso em plantar uma arvore frutífera nativa da região.



   quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Plaina manual.



PéssimoRuimMédioBomExcelente (4 votos, média: 3,75 de 5)

Será que isso encaixa em um momento banasnas? Erhhhh…  :confused: Acho que nem tanto. Mas que seja.

Bem, eu postei aqui uma foto de algumas ferramentas que iria usar no final de semana. Porem não deu, por falta de uma ferramenta. Uma plaina manual. A velhinha que eu tinha (bem ruinzinha por sinal) era de madeira e estragou. Parte dela foi parar no estomago de cupins esfomeados. :X.:

Ela era feita de madeira branca e só a base era de madeira dura, resultado: O que era madeira branca virou farelo! (mas eu guardei a lamina hihi, quem sabe eu não a re-faça com madeira a prova de cupins? o:-) )

Dai pensei… compro uma plaina elétrica ou outra manual?  Como eu tenho uma certa paixão por ferramentas manuais, optei por uma manual das tradicionais.

Como tinha pressa, optei por compra aqui mesmo na cidade. Pesquisando daqui e dali, a que coube no bolso era uma Plaina Global Nº3 da Stanley.

Obviamente antes de sair as compras, pesquisei no mercado livre lixo e no meu site de referencia: J-Nakao.

O preço mais baixo na internet foi R$59.90 (j-nakao) :good:

ahhh… se eu tivesse grana, queria uma WOODCRAFT hehehe, mas pra marceneiro de fim de semana uma Stanley dá e sobra. Ou… quase lá. (já explico).

Saio a pesquisa de preço e o menor preço que encontrei aqui na cidade foi R$74,00. Nada mau. Comprando pelo correio, o frete seria de mais ou menos uns R$13.50. (Sedex) Logo saiu pelo mesmo preço. :money:

Chegando aqui, vamos ler a respeito dela. Eis que descubro no GDM que ela precisa de uns ajustes pra ficar 100%. Achei esse post do Tomazzeli explicando como dar um trato na “marvada”. Uma verdadeira aula! 8-)

Fiz os ajustes e a afiação da lamina e bingo! Uma Stanley baratinha que ficou bala! Tá “cantando” bonito! (uma plaina bem afiada, emite um ruido parecido com um assovio bem agudo enquanto raspa a madeira)

Agora e fazer o serviço no próximo final de semana. :tooth:

[ Ouvindo: French Junior – I Feel So Good (Radio Edit) (1993) ]


   sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

“Diversão” para o final de semana.



PéssimoRuimMédioBomExcelente (4 votos, média: 4,00 de 5)

Acho que a maioria que acessa esse blog vai se perguntar pra que serve esse monte de coisas ai da foto abaixo:

Mas eu tenho certeza que pelo menos duas pessoas vão matar a charada logo de cara, não é mesmo Marluce e Zé Luis? :mrgreen:

O resto da “tralha”, serra circular manual, brocas forstner, furadeira, etc, já estão tudo lá em casa, só faltava mesmo achar onde estavam meus formões e dar aquela afiada caprichada neles. Já estão tinindo, joinha! :good:

Pra quem não sabe, você jamais deve bater em um formão que tenha cabo de madeira, com um martelo de metal, sempre deve usar um martelo de madeira ou borracha ou ainda um malho de madeira. 8-)

Esse martelo de madeira não me custou nada, eu o fiz a alguns anos atras usando madeira de reciclagem. O cabo era um velho cabo de vassoura e a cabeça do martelo era um pé de sofá que foi cortado. :-P

E a pedra de afiar? Para afiar os formões, e claro! Formão se afia carinhosamente e pacientemente com pedra de afiar. Só se usa esmeril ou lima quando a ponta esta muito deformada, faz o serviço grosso, e a afiação fina, se faz manualmente com pedra de afiar.

Tão pensando o que? :tooth: Eu me divirto e passo horas com trabalho de marcenaria. :-))

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


  Melhor visualizado a
1024 x 768 True color
Proudly powered by WordPress. Theme developed with WordPress Theme Generator.
E altamente gambiarrado por mim mesmo :)
Copyright © 2010 by Crash Computer. All rights reserved.